terça-feira, 24 de maio de 2011

Como sobreviver à um filme de terror.

Olá pessoal, mais uma postagem em comemoração ao fim da maldita semana de provas, desta vez vamos mudar um pouco dos assuntos frequentes e vamos fazer uma espécie de guia de sobrevivência em um filme de terror, sem mais delongas aqui está o primeiro e único...


GUIA DE SOBREVIVÊNCIA PARA FILMES DE TERROR 1.0:


1 -Um grupo de amigos seus vai se reunir para uma festa regada à alcóol e drogas? Tudo isso sem supervisão de algum adulto responsável? E todos os participantes tem no máximo 20 anos? Rejeite o convite imediatamente.

2-Jogos que envolvam mesmo que inderetamente o envolvimento de forças de origem sobrenatural devem ser evitados ao máximo.

3-Pesquisar os antecedentes de uma casa, ou acampamento nunca matou ninguém. De fato, foi o psicopata que morava lá quem matou.

4-Você tem algum conhecido que é rejeitado por todas as pessoas da escola ou da sua comunidade? Se sim, nunca é tarde para se tornar um amigo dele e assim impedir um massacre iminente, ou pelo menos você consegue uma morte mais rápida.

5-Ouça sempre o velho maluco que vem para lhe alertar.

6-Evite ao máximo fazer sexo em uma floresta ou em algum lugar aparentemente abandonado, essa prática mata mais pessoas do que o próprio câncer.

7-Ofertas milionárias que envolvam passar a noite em alguma mansão sinistra e feita por qualquer bilionário excêntrico devem ser prontamente recusadas.

8-Você pode ser um perito em todas as artes marciais conhecidas pelo homem, mas não é pareo para o maníaco homícida de quase dois metros.

9-Se você estiver enfrentando um psicopata e por acaso tiver uma espingarda calibre 12 em mãos, mire na cabeça (este conselho também serve para zumbis).

10-Mas pensando bem, evite confrontar diretamente o psicopata.

11-Vale a pena ser um cara certinho.

12-NUNCA, repito, NUNCA leia nada que envolva sequer uma citação à magia negra. Isso nunca acaba bem.

13-Cuidado com o dia em que você planeja sair por aí. Principalmente ser for em uma sexta-feira...

14-Tenha sempre uma calibre doze por perto.

15-Sim, um cara pode sobreviver a tantos tipos de ferimentos.

16-Seus pais tem sempre razão, SEMPRE.

17-Caso tudo dê errado, ajoelhe e imploro por perdão por seus pecados.

18-O acampamento (casa) é abandonado por um motivo.

Pois é, essa foi a primeira versão do meu guia de sobrevivência à filmes de terror, espero que tenham gostado dele.
Por hoje é só pessoal!

domingo, 15 de maio de 2011

Piores jogos baseados em Super Heróis

Olá de novo, fieis leitores. Após um post dedicado aos quadrinhos vamos voltar a falar sobre jogos. Desta vez, vamos falar sobre os cinco piores jogos já feitos envolvendo os nomes de super-heróis - alguns deles feitos para sairem junto com os filmes o que ajuda em muito para piorar a situação. Então sem mais delongas começemos o massacre:


5 - Batman & Robin (1998) para PS1:


Baseado no infame filme de mesmo nome, o jogo até que tinha uma premissa legal, com a possibilidade de se explorar a Batcaverna, dirigir por toda Gotham City, usar o Batman, o Robin ou a Batgirl e até usar a cabeça para descobrir onde o Sr.Frio irira realizar os seus ataques mas uma camêra péssima, controles terríveis, movimentos muito travados e gráficos horríveis fazem desse jogo uma bela porcaria.


4 - Spawn: Armagedon (2003) para PS2, x-Box e GameCube:


Taí, esse jogo até que não é tão ruim assim. A história é bem legal, os sons também ficaram muito bons, as duas únicas animações do jogo são bem feitas, e possui uma galeria com as capas dos quadrinhos (Deus, como sinto falta disso em um jogo!). Mas os gráficos do jogo são bem fraquinhos, os controles absurdamente repetitivos (é sério, só há no maximo dois combos em todo o jogo)de modo que a solução para todos os seus problemas se resume a apertar o botão de ataque sem parar (as armas e os poderes são quase enfeites), não existe inteligência artificial e quase todos os chefes por algum motivo são gigantes,


3 - Ghost Rider (2007) para PS2, PSP e GBA:


Meu Deus, esse jogo consegue dar nojo! A história é decente com referências e aparições de personagens clássicos da mitologia do Motoqueiro, mas os controles são péssimos, há pouca diversidade nos inimigos, as fases com a moto são medíocres, os gráficos são péssimos, os ataques são plágios descarados do Kratos de God Of War (até o som da barra de upgrade é igual ao do God Of War!) e o pior o jogo não tem alma, fica a sensação de que falta algo - sem falar que o esquema de todo o jogo é: sair na porrada, avançar, mais porrada, porta trancada, desvio, porrada, volta para porta.


2- The Incredible Hulk (2008) para X-Box 360, PS3, PS2, PC, DS e Wii:


Bom, o que eu mais detestei nesse jogo foi que ele não possui vida, é um plágio descarado e piorado do excelente Ultimate Destruction para PS2, só que destrui o que foi aquele jogo. As lutas com os chefes que eram o melhor de UD aqui fora desgraçadamente limitidas (os chefes perderam quase toda a inteligência) e tiveram sua graça retirada, a história é muito fraca e as missões muito repetitivas. Uma ofensa ao que foi o Ultimate Destruction.


1-Iron Man 2 (2010) para PS3, X-Box 360, DS e Wii:




Em nome de Nosso Senhor Jesus Cristo, que p&%## foi essa? O jogo conseguiu ser pior do que o primeiro (exceto nos gráficos, que continuaram bem ruizinhos por sinal). A jogabilidade é um lixo, o sistema de mira não funciona, as lutas com os chefes são frustrantes em decorrência dos controles horríveis, os inimigos se repetem por todo o jogo, as fases são muito iguais e a falta de inteligência dos oponentes tira o resto da graça do jogo. A história é legal e bem bolada, mas nem ela salva esse lixo que foi o Iron Man 2 (que vergonha, Sega!).


Pois é, esse foi o meu Top Five dos jogos ruins, e vocês concordam com ele? discordam? acham que falta algum jogo? Sintam-se à vontade para deixar vossas impressões, fieis leitores.
Na próxima postagem, vou falar da nata dos jogos que levam o nome de heróis e que deviam servir de exemplo para todos os produtores de jogos. até lá!