sexta-feira, 15 de junho de 2012

Cthulhu Files - Os Mitos de Cthulhu

Saudações fieis devotos! Mais uma vez vos trago uma postagem relacionada ao universo de Lovecraft, desta vez falemos um pouco sobre o que talvez possa ser considerada a parte mais famosa do trabalho dele,  a parte que foi apelidada de Mitos de Cthulhu (Cthulhu Mythos).





  A expressão, cunhada pelo escritor August Derleth (amigo e admirador de Lovecraft) para designar toda a obra envolvendo o panteão das entidades lovecraftinianas. Antes de avançar, façamos uma breve explicação sobre o universo para H.P.Lovecraft. À grosso modo, para ele, a ideia do universo obedecer algum tipo de ordem cósmica era algo risível. O caos era a única "ordem", a insanidade reinava solta, e a Terra era o único bastião de sanidade em um mar de loucura. Nossa sanidade não seria nada além de uma proteção contra a loucura do universo, tanto é que praticamente todos os personagens lovecraftinianos que se defrontam com os mitos terminam enlouquecendo ou se tornando "inadequados" para o convívio social. Assim sendo, quando a Terra viesse ao seu fim, toda a humanidade - e sua suposta sanidade - teriam um fim, e ponto final. 
  Os Mitos seriam, portanto, uma metáfora para a insignificância humana diante de todo o cosmos. Um ponto interessante  é  que não seria possível se determinar uma origem ou dar qualquer definição precisa dos mitos por se tratarem de uma natureza muito além da compreensão do homem e qualquer um que que disser que sabe muito nada mais é do que um tolo. Outro ponto é que todas as religiões e cultos seriam distorções ou complementações dos mitos. 
   Mas deixemos de falar da teoria e falemos da ideia central dos mitos. A ideia é de que antes mesmo da humanidade sonhar em existir seres alienígenas teriam habitado a Terra e que a criação da humanidade nada mais seria do que um mero acaso, sua persistência  e consequente fim não tem a mínima importância para as entidades, afinal para elas seríamos algo como uma pulga ou uma formiga.
   Podemos dizer que os mitos começam com  o conto o Chamado de Cthulhu (The Call Of Cthulhu) e, à título de  curiosidade, a pronuncia "correta" por assim dizer seria algo como "ku-thu-lu", mas por se tratar de uma mera adaptação de uma língua que não poderia ser plenamente  fala por nós meros mortais, qualquer variante poderia ser aceita (cara, eu adoro essa desculpa!). Todavia, Cthulhu não seria nem de longe a entidade mais poderosa da mitologia (em teoria seria apenas um Alto Sacerdote), haveriam entidades muito mais poderosas como o próprio Azathoth. 
  Falemos brevemente sobre algumas entidades.


 Azathoth



Também conhecido como "Sultão Demoníaco", é uma massa gigantesca e amorfa de caos molecular,  é também o "criador" do Universo e seu provável destruidor. Apesar de incrivelmente poderoso ele não possui inteligência, passa seu tempo no interior do Universo dançando ao som das flautas dos deuses menores. Seu nome vem do árabe Izzu Tahuti, que significa " O poder de Tahuti", uma provável alusão ao deus egípcio Thoth.


Yog-Sothoth


Seria algo como a personificação do tempo e do espaço. Ele conhece tudo e sabe de tudo. Estaria abaixo apenas de Azathoth nas escala de poder. Habita sua própria dimensão e apenas magias e rituais de enorme poder podem trazê-lo até a nossa dimensão.

Nyarlathotep


É o mensageiro dos "deuses", sua consciência e alma. Seu nome vem do  egípcio Ny Har Rut Hotep, que significa “não existe paz na passagem”. É conhecido como "O Caos Rastejante". É a única entidade a travar constante contato com a humanidade, e a assumir uma forma humana, sendo descrito muitas vezes como um homem alto e moreno, semelhante á um faraó egípcio. Também possui várias outras formas, sendo um transmorfo.

Shub-Nigguurath


Vulgarmente conhecido(a) como o deus das feiticeiras do Sabá, pode atender aos chamados de seus cultistas, estejam eles onde estiverem. Também pode ser conhecido como "Cabra Negra com Mil Filhos"


Cthulhu



Talvez a mais conhecida das criaturas de Lovecraft. Cthulhu é algo como um Alto Sacerdote. Está adormecido na cidade submarina de R´lyeh, esperando pacientemente o dia em que as estrelas se aliarem para despertá-lo de seu sono. É conhecido como uma forma vagamente humana, com asas e tentáculos de polvo na sua boca. Seu nome pode ser uma deterioração do grego Khadhulu,  que significa " aquele que abandona".
  


Outros elementos também podem ser vistos noss mitos, como a Cidade de Arkham, a Universidade Miskatonic ou o Necronomicon mas isto é assunto para uma outra postagem...

Para quem quiser saber mais sobre a mitologia e os mitos recomendo os seguintes sites:

Ah Duvido! O universo de Lovecraft...
e claro
Site Lovecraft - Mitos de Cthulhu

Por hoje é só pessoal