quinta-feira, 14 de março de 2013

Longa Jornada Noite Adentro ou A Longa História do Batman

Saudações fieis leitores, voltando após um longo período de hiato - período no qual eu esperava sinceramente que vocês iniciassem algum discussão por aqui -, vamos falar um pouco sobre as origens de um dos personagens mais antigos e carismáticos das história das histórias em quadrinhos, ninguém mais, nimguém menos do que o Cruzado de Capa, oCavaleiro das Trevas, o Maior Detetive do Mundo, o Homem Morcego, ou simplesmente Batman. Bom, antes de começar, gostaria de deixar claro que estarei fazendo essa pequena matéria baseando nos meus parcos e confusos conhecimentos sobre o personagem. Muito do que vocês verão pode ser visto em muitos outros lugares, e confesso que muita informação vem do site Batman - A Trajetória e de uma matéria do HQ Maniacs, assim como das minhas próprias leituras.
Creio que já perdemos muito tempo com isso então deixemos de conversa fiada e partamos para o que interessa.

 A Longa História do Batman - Parte I -Processo Criativo

 " - Veja bem, senhor Kane, não é nada muito complicado o que estamos lhe pedindo....
  - Olha, não sei não....
  - Mas veja, é um tiro certeiro! Aquele personagem, qual é mesmo o nome dele...Super-Homem! Isso, o Super-Homem está fazendo um sucesso estrondoso com o público juvenil, é uma renda garantida para nós. Agora imagine se for criado um personagem novo, um tipo de héroi, para competir com a popularidade dele, ganharíamos muito com isso!
 - Ainda não sei...
 - Bem, vou deixar você pensando um pouco sobre a ideia. Tenho certeza de que você não vai me decepcionar."


 Bom, esse diálogo de novela mexicana muito mal escrita é apenas uma abstração de um possível encontro entre o editor da National Comics - que mais tarde daria lugar à DC Comics - e o ilustrador, e dono de estúdio, Bob Kane. Porém é fato consumado que ele de fato existiu. Também é um fato consumado que o grande motivo da criação do Batman foi devido à grande popularidade do Homem de Aço.
 A partir desse encontro inicial, Kane começou a trabalhar o conceito do personagem. Os elementos usados por ele para a criação até hoje são motivo de debate e vão de fontes tão variadas como o filme Nosferatu de Morneau, personagens das pulps - um tipo de revista que "antecedeu" as HQs de impressão muito barata e com uma variedade de histórias que variavam da ficção científica à fantasia e onde debutaram muitos escritos e personagens famosos até hoje -, o Zorro também teve um papel importante na criação do personagem, dando-lhe a identidade secreta de um playboy - apesar de eu não crer que exisita essa palavra na época de Don Diego de La Vega... - mas uma das maiores, mais decisivas, e não creditada, das influências foi a de Bill Finger.
 " Mas quem é Bill Finger?" vocês devem estar se perguntando. Bom, isso até que é simples de se responder. Bill Finger era um dos funcionários de Kane - muito provavelmente um ghostwriter - ao qual Kane pediu para ver alguns rascunhos que ele vinha fazendo para o personagem. O desenho original do personagem era algo muito diferente do que conhecemos hoje, e para retratá-lo vou recorrer à um depoimento do próprio Finger.
 
    "...ele tinha uma ideia para um personagem chamado "Batman", e gostaria que eu desse uma olhada no desenho. Eu fui até o escritório de Kane e lá ele desenho um personagem que parecia muito com o Super-Homem com um tipo de...colante vermelho, eu acho, com botas...não tinha luvas ou qualquer coisa nas mãos...tinha uma pequena máscara que cobria apenas a região dos olhos, voando com uma corda. Ele tinha duas asas coladas que pareciam as asas de um morcego. Embaixo dele estava uma grande placa...BATMAN"

 Por sugestão de Finger foram introduzidas as seguintes ideias: o capuz no lugar da máscara; a capa no lugar das asas, luvas e a retirada das partes vermelhas do uniforme. O nome do alter-ego do personagem também foi sugestão de Finger e, como se não bastasse toda essa contribuição, Finger ainda introduziu o aspecto que mais marcaria o Batman: o caráter detetivesco.
   Finger se uniu a Kane para criar a primeira aventura do Batman, ele com o roteiro e Kane nos desenhos - dupla que foi repetida muitas vezes mais. E assim, com o trabalho dessa dupla, surge em Maio de 1939 nas páginas da Detective Comics # 27 vem ao mundo a primeira história do Batman - com os créditos apenas no nome de Bob Kane.


  


Bom, essa primeira parte serviu como um pequeno ensaio para o que está por vir depois. Sinceramente espero que vocês tenham gostado e como disse quase agora, isso é apenas um ensaio. A próxima postagem provavelmente virá de uma maneira muito mais organizada e bem acabada. Qualquer erro aqui encontrado é só avisar nos comentários, o mesmo vale para os acertos.

 Por hoje é só pessoal!