quarta-feira, 14 de março de 2012

HQs para Iniciantes III

 Bem, fieis leitores, há muito tempo que venho querendo vos falar de uma bela graphic novel estrelada pelo viajante das estrelas, o Surfista Prateado. Devo confessar que o Surfista é um dos meus personagens preferidos, prova disso é que das poucas vezes em que ousei fazer uma análise de uma HQ, ele é até agora o principal alvo...Tietagens á parte, essa graphic novel é algo realmente incrível, com arte do infelizmente falecido Moebius (e um dos principais motivos para finalmente falar sobre a obra) e argumento do velho Lee. Sim, marvetes de plantão a obra em questão é...



                                                  SURFISTA PRATEADO: PARÁBOLA






 Sinceramente, não sei por onde começar a falar dessa maravilha. Por via das dúvidas comecemos então pela história,. A história começa quando Galactus, O Devorador de Mundos, vem até a Terra e se anuncia como um Deu que ira trazer uma era de paz e prosperidade para a humanidade, sendo quase que prontamente aceito por todos, principalmente por aqueles que podem tirar alguma vantagem disso, o Surfista que bem conhece o seu mestre, desconfia e tenta alertar a humanidade, mas é ignorado e até mesmo hostilizado. E esse é o  "corpo" da história.  E com essa premissa, mais os seres fantásticos que a protagonizam vemos surgir uma bela parábola sobre a humanidade. Afinal, Galactus, ao  assumir a figura do "salvador" que promete resolver todos os problemas do povo, surgido em um momento de crise e sendo prontamente aceito, não importando o que pregue, lembra em muito as figuras dos ditadores (prova disso é ver a Alemanha durante a ascensão de Hitler), e junto com esse suposto "salvador" do povo, sempre vem grupos oportunistas (no caso sendo representado na figura do evangelista Colton Candell) que prontamente se instalam e auxiliam a aceitação do ditador, mas à sempre aqueles que conseguem ver a verdade por melhor que seja o disfarce, e essas "vozes solitárias da razão" (papel aqui habilmente representado pelo Sentinela do Espaço e ironicamente no final da história por Colton) se levantam contra as monstruosidades perpetradas pelos monstros-salvadores, mas são sempre ignoradas e muitas vezes hostilizadas. Mas mesmo repudiado, agredido e insultado, o Surfista prossegue em sua jornada para provar a verdade e por fim ele consegue, e é convidado a se tornar um novo "salvador"...e vamos parar por aqui para não tirar o gostinho do fim da história. Bom, é uma história incrível e deve ser lida por qualquer um que aprecie uma boa HQ e uma boa leitura. Os questionamentos levantados por ela são incríveis, algo merecedor do filósofo por excelência da Marvel, e dignos dos gênios criativos de Jean Giraud e Lee. A arte de Moebius é fantástica! O embate entre o Surfista e Galactus é algo que vai ficar marcado para sempre em sua memória. Os cenários arrasados, a fluidez incrível, as expressões de cada rosto (tão comuns e conhecidas mas ainda assim tão únicas e incríveis)...em suma toda a arte é fantástica, sensacional, sei que falar de Moebius é chover no molhado, mas ainda assim, não se pode ficar calado quando vejo a  arte dessa linda graphic novel.
     Resumindo, Parábola está entre aquelas obras em que você "só pode se dizer um ser humano pelo depois de lê-la", e é uma leitura obrigratória para qualquer fã da nona arte. Seja por ser o produto do encontro de dois monstros dos quadrinhos, seja por ser uma bela história de questionamentos profundos, seja por trazer um dos personagens mais interessantes da história dos quadrinhos...enfim, leia e seja feliz até o fim de seus dias.


P.S:Bom, essa foi uma pequena análise sobre uma grande obra, não queria fazê-la agora, mas devido ao falecimento do mestre Moebius neste último sábado (10 de Março) achei que deveria prestar uma humilde homenagem a um grande mestre, sei que não tenho cacife para algo assim, e mesmo com toda a  minha ignorância em relação a obra de Moebius,  um mestre desse nível não poderia parti desapercebido. Assim sendo, o Lugar Comum presta ás humildes homenagens a este grande mestre que agora está na grande editora do céu ao lado de outros grandes mestres que infelizmente já nos deixaram.
         Moebius, onde quer que você esteja, saiba que o mundo está mais careta sem você.